Mentiras.

O que ela não sabe é que ele não mente. Não por mal, ao menos. O que ela chama de mentira, na verdade é apenas uma tentativa que ele faz para tentar acreditar que um dia aquelas palavras dirão a verdade. Ele guarda muito mais em seu peito do que ela pode saber, ele tem verdades que ela nunca vai entender. O que ela não sabe é que ele traz consigo uma ânsia de deixar o passado de lado e recomeçar, mas não é tão simples. O que ela nunca vai entender é que ele tenta, ele se doa ao máximo, mas não consegue e a culpa nem é dele. O que ela não sabe, é que quando ele deita a cabeça no travesseiro, sua mente se enche de indecisões e sentimento de culpa. E ela tem tanto medo porque ela sabe que ela nunca vai conseguir tocar o coração dele daquele jeito, ela nunca vai tê-lo por inteiro. Ela tem tanto medo porque ela sabe que ele não é igual a todos, e nunca será. Ela não devia ter medo das mentiras que ele diz, mas sim das verdades que ele silencia.

19 anos, taurina. Escritora de gaveta, cantora de chuveiro e futura CSI

4 comentários:

  1. As verdades podem ser mentiras sem coragem.
    De qualquer forma, a sua maneira de expressar essas letras em sintonia forte é insuperável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Brunno! Receber um elogio desses do autor de um dos meus blogs preferidos não é pouca coisa pra mim! haha
      Beijos

      Excluir
  2. as coisas que a gente não diz sempre atormentam a gente muito mais do que as que falamos. Seu texto está lindo ^^ parabéns!
    Beijos rimados pra você

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Vih *-*
      É verdade, uma palavra engasgada muitas vezes tem muito mais poder do que uma dita.
      Beijinhos :*

      Excluir