Canção

Me afastei de você por amor próprio. Depois de acreditar nas suas mentiras e músicas bem tocadas, caí em um derradeiro desespero, junto com a sua noção. Apaguei de mim todos os traços que haviam de você, redesenhei minha rota baseada nos caminhos em que você não passa. Vez ou outra vejo um rastro teu na rua ou naquele bar onde nos vimos tantas e tantas vezes e aí eu pego e refaço a rota, sabe, só pra não ter perigo. Não que eu tenha medo de te ver, não! Eu só quero ver você sentir o gosto da minha falta, o gosto da saudade que eu deixo. Quero ver quem vai ficar regando o teu ego e te apoiando em cada mísera coisa que você decide fazer. Quero ver o que vai acontecer quando a consciência pesar e você ver que o mundo é muito mais do que você pensa.
Quero ver quem que vai estar lá, te ouvindo até mesmo quando você desafinar, quando você perder a voz e não souber o que dizer. Quero ver quem vai estar lá agora, quando você precisar de apoio, de carinho ou de palavras legais. Quero ver quem vai te acompanhar e botar a cara a bater por você.
Você vai sentir a minha falta querido, vai, vai sim. Mas a falta não é motivo o suficiente pra eu voltar, ah não é. Cansei de você me usar, cansei de aplaudir todas as suas glórias pra você acabar fazendo comigo o que fez.
Desculpa, mas dessa vez eu não vou estar lá aplaudindo de pé. Dessa vez eu não vou estar lá sorrindo até com o fígado pra você. Dessa vez eu não vou estar te dando força e palavras confortantes, mas não vou mesmo. Dessa vez eu vou estar cuidando de mim e de quem me quer bem. Vou estar cuidando da minha alma e do meu coração. Vou estar me protegendo de você e de tudo mais que me dilacera. Você, se quiser, pode tentar me ver pela janela, me veja sorrindo pra mim mesma, me veja distribuindo sorrisos com todos os órgãos até para as paredes, enquanto pra você agora só me resta uma pontada de decepção.

19 anos, taurina. Escritora de gaveta, cantora de chuveiro e futura CSI

Nenhum comentário:

Postar um comentário