Ho ho hopefully

*música do post*

Hoje eu procurei pela sua face em meio à multidão, porém você não estava lá. Procurei incessantemente por alguém que tivesse sua cara de sono, seu porte físico, sua altura e nariz igual ao seu. Não obtive sucesso. E eu olhava ao meu redor, porém ninguém era você. Por que ninguém era você? Por que você não estava lá? Eu queria te desafiar em uma partida de videogame, mesmo sabendo que certamente eu perderia. Eu queria ler pra você um trecho do meu livro preferido, mesmo sabendo que você acharia um saco. Eu queria fazer uma maratona Harry Potter com você, todos os filmes em sequência, mesmo sabendo que você ia me chamar de criança eternamente por causa disso. Eu queria te mostrar lados meus que ninguém conheceu, porque eu acho que você merece. Eu queria poder me sentir segura no seu abraço, eu queria poder me afundar no teu peito e contar as estrelas do céu com você. Eu queria contar pra você todos os meus sonhos, grandes ou pequenos e dizer que eu quero realizá-los ao seu lado e que ter você ali comigo é um sonho que eu tenho sonhado desde o dia em que nós nos conhecemos, desde o dia em que ficamos trocando olhares e pensando quem éramos e porque nunca havíamos nos visto antes.
Agora eu tenho o silêncio da noite e da sua ausência, e eu fico me perguntando se você volta. Se você volta, não se demore, eu não tenho a vida toda pra esperar você. Eu espero enquanto eu pensar que a gente pode ser melhor juntos, eu espero até que eu perceba que você realmente sumiu. Eu não queria ter que aceitar a sua ida, mas talvez eu não tenha escolha. Quando você tiver certeza das suas escolhas, me procure, a gente pode conversar e eu posso te mostrar que nós podemos ser felizes se você deixar. Eu digo que você está apenas acostumado com sua condição atual, por isso eu não te culpo, mas eu sei que um dia você vai me procurar, quando nossos olhares se encontrarem como da primeira vez, quando a luz tocar nossas faces cortando a escuridão, quando você tocar - ou ouvir- aquela canção. Eu sei que você vai voltar, eu tenho certeza de que você irá me procurar quando a carência bater, quando o arrependimento chegar. Eu sei que você vai me procurar e eu, como sou fraca, vou te aceitar aqui, porque de todas as minhas vontades agora, a maior de todas é você. E nesse Natal eu vou pedir você de presente, vou pedir ao Papai Noel e à todas as estrelas que me tragam você, que é meu. O meu receio é só ver você longe do meu caminho sem se preocupar em como voltar, mas se você não mais voltar eu vou entender que então eu pra você não signifiquei nada e que com certeza é melhor sermos assim, distantes. Mas eu continuo com a esperança de que você volta, porque se eu não acreditar, quem o fará por mim?

19 anos, taurina. Escritora de gaveta, cantora de chuveiro e futura CSI

Nenhum comentário:

Postar um comentário