E se eu te der meu coração, diga que vai ficar

E finalmente sinto que posso estar quebrando o casulo que me envolve. Depois de anos de repressão de sentimentos sinto que você me trouxe algo bom. E nessa de sentir de mais e sentir de menos aprendi que na verdade o segredo é o equilíbrio, posso muito bem viver sem você, mas não quero fazê-lo. Não quero não por precisar de você, mas por gostar da sua companhia. A linha entre gostar e precisar é sutil, eu sei, mas é com ela que definimos quem gosta de bebidas de um viciado em álcool, péssimo exemplo, eu sei, mas foi o melhor que eu consegui pensar.
E se eu realmente estiver conseguindo sentir algo novamente, eu quero que você saiba onde você está se metendo. Eu sinto, e eu sinto com intensidade, com vontade. Não sei sentir amor pela metade, ou eu amo ou não, ou eu gosto ou não, e você puxa mais pro sim. Foi você quem começou com essa história toda, digo, fui eu, mas bem, foi você quem chegou e me tirou da zona de conforto.
Hoje eu protejo seu nome como quem não quer perder algo de valor, pois você vale muito. Você vale muito a pena, você vale muito a espera, você vale muito cada palavra. Você vale muito esse texto. É, você me valeu esse texto, esse e tantos outros já escritos. Cada palavra gasta é como uma forma de agradecimento por estar me ajudando mais do que você imagina. Cada palavra jogada representa um sorriso que você já me tirou.
E justo eu, que havia prometido a mim e a todos os santos que já não me apaixonaria, estou aqui, mais uma vez pensando na próxima vez em que vou te ver. E se for amor, que seja. E se não for, faça ser, porque hoje eu sei que ao seu lado eu estou segura. E embora eu não te passe segurança saiba que eu quero proteger você de todas as tempestades, viro seu telhado e suas paredes se precisar, posso ser o abrigo mais sólido que você vai encontrar. Agora que eu expus um pouco do meu coração, o pouco que eu podia, vou me guardar mais um pouco, vou voltar para dentro de mim, vou entrar na minha alma e te puxar de vez para o meu coração. Vou te espalhar em cada pedaço do meu organismo, eu quero transbordar você, eu quero poder dizer a você que o que eu sinto não irá passar, vou dizer a você que se você quiser ir eu vou sobreviver, mas se você quiser ficar eu vou te oferecer todo o suporte que eu puder, que se você quiser ficar eu posso sair daqui de dentro e viver junto a você, ou posso colocar você aqui dentro e te trazer para viver junto a mim. A escolha é mais sua do que minha pois pra mim, agora, estar ao seu lado, independente de onde seja, é o que importa.

19 anos, taurina. Escritora de gaveta, cantora de chuveiro e futura CSI

Nenhum comentário:

Postar um comentário