Menino, mas menino mesmo

Quando você pede, pelo amor de Deus não deixa eu me apaixonar, é tarde demais. Eu, depois de rezar todo o terço 10 vezes, implorando pra manter meu coração livre, percebi que fazia aquilo direcionando minha vontade de não me apaixonar por uma pessoa específica, então descobri que era tarde. Era tarde porque ele já tinha chegado, me roubado um beijo e o coração e eu nem percebi. Tinha raiva porque ele era exatamente o meu tipo de menino. Menino mesmo, brincalhão, risonho, carinhoso e tudo aquilo que eu cansei de procurar. Menino com cara de "cuida de mim que eu prometo não incomodar". E eu quase me dei um tapa na cara, porque eu não queria me apaixonar, meninos são todos iguais, mesmo quando eles prometem te deixar quentinha e escondem sua mão do frio, eles são todos iguais, mesmo quando eles não te largam na rua, mesmo quando eles falam com você com todo o carinho do mundo, mesmo quando eles dizem pra todo mundo que você é diferente, eles são todos iguais. E aí, sem saber se era paixão ou encantamento, eu mudei o pedido da reza e pedi pra ele se apaixonar de verdade por mim e eu virar a garota dos sonhos dele. E eu, que não sou boa com assuntos do coração, passei a desvendar a vida dele pra saber como eu podia agradar. E eu, que tenho azar nas coisas do coração, to quase com a certeza de que me apaixonei. E eu, que sou menina com sentimentos, me apeguei, porque eu não pego sem apego. E mesmo com o apoio de todo mundo, não sei se ele me quer, e eu que sou dramática digo pra todo mundo que ninguém me quer, só pra ver se ele diz que me quer. Mas ele é igual a todos os outros e prefere ser livre do que ter alguém. Mas ele, sendo igual a todos os outros, tenta mostrar que é diferente e não é bem assim. Mas aí eu já não sei se eu o vejo como igual a todos os outros ou como o menino-que-é-igual-a-todos-os-outros-mas-é-meu. Embora talvez ele não mereça, ele tem agora todo o meu apreço porque ele acendeu uma cócega dentro de mim que já estava meio apagada fazia muito tempo.

19 anos, taurina. Escritora de gaveta, cantora de chuveiro e futura CSI

Nenhum comentário:

Postar um comentário