Atestado de permissão

 Permita-se amar, ou errar, tanto faz, dizem que é quase a mesma coisa. Permita-se duas gargalhadas, ao menos, em um dia. Permita-se chorar uma noite inteira e permita-se não conseguir dormir por tamanha felicidade. Permita-se ir embora e voltar quando quiser. Deixe partir, o que é seu volta. Deixe ficar, se não for, vai embora. Deixe tentar, a tentativa é livre. Apaixone-se e deixe apaixonar, nunca se sabe o que vai acontecer. Permita-se envolver pela música, permita-se uma dança ao fim do dia, uma cantoria no meio da tarde. Permita-se um abraço, deixe abraçar, deixe amassar, deixe querer. Permita-se mudar, acordar, viver, reviver, rereviver, amar, reamar, alguém já falou sobre reamar, remar, apenas permita-se a isso, independente do que realmente signifique. Deixe querer, deixe chorar, deixe sorrir. Permita-se ser você mesmo, permita-se usar o que quiser, permita-se não ouvir a opinião alheia ao menos uma vez ao dia. Permita-se ser, não existir, viver, não sobreviver. Permita-se e queira isso. Deixe, mas deixe mesmo. Deixe e se envolva, deixe e se ame, deixe e não se preocupe. Deixe ser e permita-se estar como você quiser, como você precisar.

19 anos, taurina. Escritora de gaveta, cantora de chuveiro e futura CSI

Nenhum comentário:

Postar um comentário