Depois de um tempo passei a entender que as coisas realmente não fazem tanto sentido assim. O que faz sentido hoje já não fará amanhã e não fez ontem. Depois de um tempo eu passei a entender o que significa o nada, na verdade, não significa nada. O que não é nada pra você é tudo pra mim. Depois de um tempo eu passei a saber o que era realmente o futuro. É cada segundo que eu passo, é cada passo por segundo, é qualquer ação em qualquer tempo que ainda não passou. O futuro de ontem é hoje, o futuro de uma hora atrás é agora. Depois de um tempo eu passei a entender as minhas velhas musicas. Pedaços do que eu sou e do que fui, partes perdidas do meu coração. Depois de um tempo eu desisti de entender as outras pessoas. Não entendo nem a mim mesma, e as outras pessoas são tão complexas. Complexas como não se pode ser. Complexas a ponto de achar que eu nunca, nunca as vou entender, e mesmo assim, complexas de uma forma que me faça estar presa a cada uma delas e livre de todas. Tudo ao mesmo tempo.

19 anos, taurina. Escritora de gaveta, cantora de chuveiro e futura CSI

Um comentário:

  1. Oii júh,sou eu Clara e vim hj para ti diser q eu tenho um blog de esmaltes,entra aeee http://camadaunica.blogspot.com/
    bjs
    Clara

    ResponderExcluir