Quem quer um gelo?

Há dias em que ainda sinto um sentimento de frieza, uma vontade de gritar, implorar ao mundo um pouco de calor.
Frieza que me confund, me maltrata. Me corrói. É como se não sentisse nada.
Vontade de abraçar esse gelo de tal modo que eu possa mostrar que também sei ser fria, mas não posso, não consigo, é como se eu precisasse correr sempre atras do sol...
Sorte que eu aprendi a ser forte e a superar tudo. Quase tudo.

19 anos, taurina. Escritora de gaveta, cantora de chuveiro e futura CSI

Nenhum comentário:

Postar um comentário