Pelas belezas dos sonhos,
pelas incertezas do amor,
pelo cheiro da terra
pelo doce frescor

Sou o que não vejo
Sou o que não quero
Vejo o que não sou
Vejo o que não espero

Sinta a beleza da tarde
Sinta o cheiro da flor
Sonhe com esta magia
Agarre este amor

Pegue minha mala
Leve-me pra algum lugar
Onde terra, flor e magia tiver
e com você eu possa estar

ps.: aulas de literatura dão nisso, é

19 anos, taurina. Escritora de gaveta, cantora de chuveiro e futura CSI

Nenhum comentário:

Postar um comentário