E não importa o que digam, que pensem, que falem. Não importa se são contra ou a favor. Não quero saber o que pensam sobre ou se acham que há indecisão. Não me atingem quando dizem que não sabemos o que querermos ou perguntam onde estamos com a cabeça. Pouco me importo quando dizem que é impossível, e que nunca vai dar certo ou quando insistem em dizer que és diferente. Não quero entender as velhas teorias de espaço nem aceitá-las. Quero que todo mundo saiba, eu estou feliz assim, então vale a pena. Pra mim isso vale a pena. Agora, qualquer esforço vale a pena, eu boto minha cara a bater. Eu sei que isso está certo, sem medos e sem receios, é assim que tem que ser. Isso me faz feliz, e apenas isso.

19 anos, taurina. Escritora de gaveta, cantora de chuveiro e futura CSI

Nenhum comentário:

Postar um comentário