Talvez se não estivesse por perto.

Nunca pensei que diria isso, mas ter você por perto atrapalha as coisas. Você me confunde, me prende, não me permite, não me permito. Se te tenho perto por que vou querer um outro alguem? Por que vou procurar outros olhos e risadas se tenho teus olhares e sorrisos perto de mim? Na verdade, eu deveria procurar um outro alguém porque é estranho, mesmo eu já tendo me acostumado com sua presença, meu coração ainda acelera, e eu ainda perco o ar quando você chega perto. Mesmo precisando ouvir sua voz, não consigo encontrar algo para falar com você, quando te escuto fogem-me todas as palavras, e as poucas que me restam saem falhadas. Sei que estaria bem melhor se eu me permitisse olhar para frente, para outros, mas os outros não me prendem, não me veem. Acho que isso, nem você.

19 anos, taurina. Escritora de gaveta, cantora de chuveiro e futura CSI

Nenhum comentário:

Postar um comentário