.

Luzes apagadas, ouvia um som alto, não podia pensar, um sorriso ali, tão perto e tão longe, pensou ter abandonado isso, pensou que não queria. Pensou não mais pensar. Mentira!
Ainda tinha isso no pensamento, ainda era o que sonhava, em vão.
'That tonight is gonna be a good night.' Mentira! Viu o que não devia, não, queria e não podia. Caiu. Não queria mais, desistiu, perdeu, amou, sofreu. Levantou-se. Dançou, extravasou, liberou tudo. Não chorou. Ela é forte, ela sabe, o tempo cura seus machucados e arranhões. Disse-lhe adeus. Não queria mais. Não podia mais viver assim. Não valia a pena. Ele não valia a pena.

19 anos, taurina. Escritora de gaveta, cantora de chuveiro e futura CSI

Um comentário:

  1. Ta eu sumi eu sei não briga comigo please asuhsauhasuh. Mais eu vim e adorei o blog, li algumas postagens antigas que eu não tinha lido ainda e amei. Essa daqui que eu to comentando então, é profunda né? gostei.

    Não esquece de ir la no Mcfã me visita....bjss

    ResponderExcluir