Confusa, preciso confessar, já não sei mais o que é certo e o que é errado, já não sei mais o que eu tenho vontade de fazer, sabe, tenho medo, e não sei do que, já não sinto mais tudo o que sentia antes. Nada mais, parece estranho estar assim, é como se eu tivesse que escolher entre o que é certo e o que é vital, mas na verdade, não há nada vital na história, é que tudo vem acontecendo tão rápido, eu nunca me senti assim, nunca aconteceu isso comigo, nunca...

19 anos, taurina. Escritora de gaveta, cantora de chuveiro e futura CSI

Nenhum comentário:

Postar um comentário